MÊS DAS MULHERES | WHO RUN THE WORLD?



Yay! Março acabou de começar e esse ano eu resolvi fazer um Especial por aqui para homenagear as melhores: nós, mulheres. 

Há um tempo atrás eu não ligava muito para o Dia da Mulher, assim como também não ligo muito para outras datas semelhantes, mas venho refletindo bastante sobre o papel da mulher nessa sociedade atual e hoje enxergo esse Dia de uma forma diferente. Acho necessário falarmos do Dia da Mulher, fazer algo especial, relembrar e comemorar o que foi conquistado. Com isso, pensei em abrir um espaço aqui nesse cantinho para falar sobre mulheres e indicar trabalhos incríveis feitos pelas incansáveis mãos e mentes femininas.

E também, como um desafio pessoal que vai somente complementar tudo isso, decidi ler unicamente livros escritos por mulheres ao longo do mês. Já sabemos o quanto o espaço da mulher na literatura foi diminuído e menosprezado, e sabemos também o quanto isso é dolorido. No entanto, sinto que as coisas estão mudando aos poucos e grupos de leitura como o Leia Mulheres faz toda a diferença, faz com que as pessoas pensem no assunto, se questionem, observem e deem um passo a frente para mudar.

Confesso que não pensava muito na quantidade de autoras ou autores que eu lia, ao meu ver o importante era ler, mas de tanto que vi o Leia Mulheres ganhar espaço na internet comecei a pensar muito sobre o assunto. Fui até a minha listinha de livros lidos e contei quantas autoras eu havia lido durante o ano. Eu tinha um total de mais de 80 livros lidos, mas apenas 20 foram escritos por mulheres. Isso me chocou bastante, especialmente porque no fundo eu pensava que eu lia autoras e autores de forma equilibrada. Que inocente! 

Isso mudou meu olhar até mesmo ao entrar numa livraria. Muitas vezes o "espaço reservado" para Autoras fica naquele canto onde só tem livros de Romance. E espera aí, cadê as autoras de fantasia? Thriller? Elas existem, mas ficam meio escondidas, sabe... Percebi, meio que de uma vez só, o quanto isso é triste. Mas tudo na vida tem um lado positivo, não é? Eu senti que esses pensamentos e essas observações trariam mudanças e decidi que esse ano vou dar mais atenção para as autoras. 

Tudo isso não quer dizer que devemos apenas ler autoras ou que devemos sentir culpa ao ler um livro escrito por homem. Nada disso. Temos liberdade para seguirmos nossos desejos e lermos o que der na telha, mas não custa nada prestar um pouco mais de atenção nas autoras. Vai por mim, elas são incríveis! 

Sendo assim, fica aqui um convite para ler mais mulheres e para acompanhar o Cheirando Livros de pertinho durante esse mês, teremos muitas dicas e posts super legais! :D

Quer deixar sugestões? Fique à vontade aqui nos comentários!



Rita Zerbinatti, 26 anos, professora, apaixonada por Ficção Científica, dias chuvosos, séries de TV e café. Quer saber mais?Clique 
aqui.





0 comments