FILMES PARA OS DIAS CHUVOSOS

A chuva parece despertar o meu lado mais melancólico. O outro dia eu li uma frase do Victor Hugo que dizia, "Melancolia é a felicidade de estar triste." É um sentimento complexo, mas que muitas vezes, quando me encontro sentindo assim, fico alegre. A vida não é só sol, e acho importante sabermos lidar com tristeza.  Então, um dia como hoje, bate aquela vontade de ver filme triste. Muitas vezes são filmes muito bons mas provavelmente te faram chorar. Ou pelo menos eu acabo chorando como uma desesperada. Se você tiver afim de chorar, deixo aqui algumas indicações que você pode encontrar na Netflix:


La Memoria Del Água é um filme chileno dirigida por Matias Bize, (que fez outro filme que eu amo chamado "La Vida de los Peces.") que relata o processo de luto de um casal que perde o filho. Conta com a atuação do Benjamin Vicuña e Elena Anaya. O Benjamin Vicuña é bem conhecido no Chile, e já fez alguns outros filmes chilenos. Enquanto a Elena Anaya, talvez vocês reconheceram ela do pequeno filme Mulher Maravilha, onde ela interpreta a Doutora Veneno.

A fotografia desse filme é lindíssimo, é de partir o coração. O casal se distanciam, já que não conseguem suportar a dor de perder o filho e são inconsoláveis. Não conseguem recomeçar depois da tragédia, e em cada cena, se percebe o vazio que o filho deles deixou.


Provavelmente já devem conhecer O Escafandro e a Borboleta. mas esse filme me deixou destruída. O filme conta a história de Jean-Dominique Bauby, editor da revista Elle, e ele é apaixonada pela vida. Ele sofre um derrame cerebral e acorda vinte dias depois. Ele está lúcido mas sofre de uma rara paralisia. O único movimento que ele consegue fazer é através do olho esquerdo. Ele não se conforma com a sua situação, aprende a se comunicar através do olho. Ele pisca as letras do alfabeto, e começa a formar palavras, frases e até parágrafos. Com isso, cria o seu próprio mundo, vivendo através de sua imaginação e memórias. Assistir esse filme é muito inspirador mas também bem angustiante. O contraste das cenas maravilhosas, criadas na imaginação do protagonista, é de tirar o fôlego. 




Quando a primeira cena do filme já de deixa em prantos, você sabe que o resto será devastador. Acho que muitos provavelmente viram Lion: Uma Jornada para Casa, mas tinha que colocar ele nesta lista. Acompanhamos a historia do pequeno Saroo, que adormece no trem, e quando acorda se encontra 1000 quilômetros de sua casa. Sem saber falar Bengali e o nome da cidade natal dele, ele não tem como retornar para sua família. Depois de algum tempo morando na rua, ele é levado para um orfanato. Pouco depois, ele é adotado por um casal australiano, que leva ele para Tasmania. 

25 anos depois, Saroo, interpretado por Dev Patel, sai em busca de respostas, e de alguma forma descobrir de onde ele vem. Através do Google Maps e muita perseverança, ela encontra o lugar onde ele nasceu. 

Tem muitas temas a tratar nesse filme, e me maravilhei com a vida, como pode dar tantas voltas, a tristeza que muitas vezes nos acompanha, e apesar de tudo há beleza e esperança. 

E vocês? Tem algum filme que fizeram vocês chorar o que te deixaram devastados?



27 anos. fotógrafa. cidadã do mundo. amante de viagens, café e bolo. Um pouco viciada com as séries! muitas vezes sou confundida com indiana.


Me acompanhe por aí: 









0 comments