CONCLUINDO O MÊS: OUTUBRO | 2017


Yaay! Finalmente apareci aqui para mostrar as leituras concluída no mês. Chegou o momento de mostrar e comentar um pouco sobre as leituras do mês de outubro e fiquei bastante feliz com a minha rotina de leitura nesse mês, infelizmente agora em novembro eu já perdi um pouco esse ritmo, tive alguns probleminhas que me atrapalharam bastante, mas esse assunto fica pra depois, hoje eu vou falar sobre as leituras que já concluí! Vamos lá?

Antes de tudo, não se esqueça de colaborar com o nosso cantinho comprando pelo meu link da Amazon :D e só clicar no título do livro! 



ENTRE QUATRO PAREDES, B. A. Paris

Eu escrevi um pouco sobre esse livro e sobre a minha opinião, portanto, serei breve aqui e se você quiser saber mais sobre minha experiência com esse livro, clique aqui. Bom, a autora explora a história de um casal que a princípio parecem perfeitos, mas logo vamos entendendo o que está acontecendo entre eles e como é tudo muito doentio. É um livro bem simples, a autora tenta adornar a narrativa jogando entre o passado e o presente, mas isso ao meu ver, não foi algo tão positivo assim. Enfim, vem ler meu texto e saber mais. 




WYTCHES, Scott Synder e Jock

Li uma Históra em Quadrinhos bem sinistra que ganhei de presente do meu namorado (obrigada, amor!) e gostei bastante. Wytches, como o nome já diz, traz uma história de bruxas, mas sem aquela "romantização"., sabe? Aqui nessa história as bruxas são criaturas bem bizarras e sinistras, que realmente despertam medo e fazia um tempo que não via uma história de bruxa que pudesse me deixar com medo. 

Alguém foi jurado e quando uma pessoa é jurada as bruxas vem para buscá-la, e matá-la de uma maneira bem cruel, claro. Com isso, temos uma família que está enfrentando alguns problemas e tem bruxas vindo com tudo pra cima deles... A história me pareceu confusa a princípio, mas aos poucos fui entendendo e me entregando completamente. Adorei. 


PSICOSE, Robert Bloch

Agora sim, uma leitura super incrível! Díficil alguém que não conheça o Norman Bates, tem filme, série e livro sobre essa história, com certeza você conhece um desses. A série chama Bates Motel, o filme chama Pscisose, assim como o livro. Meu primeiro contato com a história foi através do filme, que assisti várias e várias vezes (amo!) e depois fui assistir a série (estou mega atrasada, na terceira temporada mas também amo!). E agora com a leitura do livro, pode dizer com absoluta certeza que: essa história é uma das minhas favoritas, em todos os formatos. 

O Motel da família Bates fica numa parte da estrada que foi meio deixada de lado, houve uma construção que deixou aquela parte da estrada meio inutilizada, portanto, o movimento no hotel caiu muito. Ainda assim, quando aparece alguém de vez em quando, acontecem coisas muito sinistras. A casa da família fica no mesmo terreno do hotel, portanto, Norman Bates cuida do hotel e cuida da sua mãe doente. Com a chegada de uma hóspede vamos acompanhar o que está de fato acontecendo naquele lugar. O autor constrói um clima de tensão e suspense de uma forma maravilhosa, e eu simplesmente amo histórias que tem um viés mais psicológico. Simplesmente sensacional. 


TUBARÃO, Peter Benchley

Mais uma leitura sensacional! Tubarão me surpreendeu em vários aspectos, pois foi uma leitura muito completa: tem ação, tem as cenas sangrentas que a gente gosta de ver, tem intriga política, tem sentimentos e situações complexas entre os personagens, tem reflexão sobre os animais e como os tratamos. Enfim, tem muita coisa. Eu simplesmente adorei cada detalhe desse livro (ok, talvez tenha uma coisa ou outa a ressaltar, mas no geral, amei mesmo) e com certeza posso dizer que esse livro entra pra lista de favoritos. Também tem filme clássico baseado nessa história, mas se por acaso alguém aí não conhece, vou contar um pouquinho: no balneário de Amity, um lugar deliciosamente tranquilo onde as pessoas vão para passar o verão, se vê numa onde de caos e terror quando um tubarão chega naquelas águas atacando toda a galere. Bem tenso. Eu com certeza jamais vou entrar na água com a mesma inocência de antes. Esses ataques acabam desencadeando várias questões interessantes dentro da história e é simplesmente fantástico. Fica a dica!


NÃO DURMA, Michelle Harrison

Esse também tem um textinho aqui no blog, vai lá dar uma olhada para saber mais. Nessa história, que é mais voltada para um público mais jovem, temos um adolescente que sofreu um acidente e depois disso, ele não consegue mais dormir pois desenvolve paralisia do sono. E quem já sofreu algum episódio de paralisia do sono sabe o quanto isso é beeeem assustador! Não é a toa que a vida desse menino vira um caos, afinal de contas, quando uma pessoa não consegue dormir, ela definha. No entanto, além da paralisia do sono esse rapaz também consegue ter uma experiência de sair do próprio corpo, ele consegue visualizar ele mesmo ali na cama. Isso é chamado de projeção astral. E ele começa a enfrentar seus medos durante a paralisia do sono e aproveita a projeção astral para sair do seu corpo e tentar buscar algumas respostas, no entanto, quando ele tenta voltar para seu corpo, ele não está lá mais. Isso é novidade pra mim, nunca tinha ouvido falar numa história assim e achei muito criativo. O livro como um todo tem umas pegadas mais clichês, mas no geral, achei bem criativo e diferente. Leitura recomendada! 


NA ESCURIDÃO DA MENTE, Paul Tremblay

Agora sim: o livro favorito do mês! Dentre todas as leituras bacanas que tive, Na Escuridão da Mente foi a minha favorita! 

O QUE É ESSE LIVRO? Alguém, por favor, pode me socorrer por que não consigo superar essa história! Acho que devo me conformar que nunca conseguirei superar isso. Já era. Aqui temos uma garotinha que vive uma vida bem ordinária, mas sua família está passando por sérias dificuldades financeiras, então as coisas em casa não estão muito bem. Pra piorar um pouco, sua irmã mais velha começa a se comportar de uma forma muito estranha e seus pais a levam no médico, parece que ela está doente. Problema de saúde e problemas financeiros podem levar qualquer um à loucura, não acham? Mas não para por aí, os sintomas da irmã estão cada vez mais intensos e mais estranhos, logo... começam a achar que ela está possuída. 

Não vou falar mais nada sobre esse livro, apenas LEIA. Ele vai dar um nó na sua cabeça e te fazer questionar TUDO o TEMPO TODO, e com certeza vai te levar à loucura. Que tiro eu tomei com aquele final. QUE TIRO! Sério, não me recuperei. E fiquei até um pouco chateada por ter visto tanto comentário ruim no Skoob, com certeza é um livro que agradará a maioria das pessoas, ele tem uma narrativa BEM diferente (eu amei) e desenvolve a história de um jeito diferente também. Isso, ao meu ver, foi um ponto super positivo. Enfim, chega de escrever sobre esse livro, já deu!


SOLARIS, Stanislaw Lem

Por fim conclui a leitura de Solaris, o livro que escolhi para a Meta de Leitura 2017. E foi uma leitura muito rica e interessante, com pontos altos e baixos, mas que no final me deixou bastante satisfeita. Vamos começar falando das coisas positivas! A história é extremamente interessante, sente só: Solaris é esse planeta que deixou humanidade um pouco obcecada, existem milhares de estudos sobre esse planeta e construíram uma estação lá dentr. No entanto, esse planeta é em composto quase inteiramente por um oceano, e a humanidade tenta entender como funciona esse oceano pois parece que ele tem uma vida própria. Com isso, Kelvin chega no planeta com a intenção de estudá-lo e auxiliar os colegas que já estão na estação, porém, ao entrar em contato com eles, Kelvin percebe que existe algo muito errado ali. 

Parece interessante, não é? De fato é, mas temos também um lado negativo (ao menos na minha experiência): eu me perdi um pouco em algumas questões mais técnicas sobre o planeta. Os capítulos são longos e em alguns casos, há paginas e páginas para desenvolver alguma ideia ou explicação sobre algo no planeta Solaris. Algumas dessas informações eu achei realmente revelante, mas tiveram outras que não senti isso. Esses capítulos me tiraram um pouco da história, eu me distraía com muita facilidade e me perdia com mais facilidade ainda. Portanto, Solaris é um livro que requer um pouco mais do leitor, não é um livro que eu indicaria para quem quer começar a ler Ficção Científica, mas ainda assim, foi uma leitura muito impactante e incrível. 


E assim acabamos com o nosso mês de outubro! Me conta aí o que você leu durante esse mês 😀
 




Rita Zerbinatti, 25 anos, professora, apaixonada por Ficção Científica, dias chuvosos, séries de TV e café. Quer saber mais?Clique 
aqui.



Um comentário:

  1. Oi Rita!
    Não sabia que Wytches era quadrinhos!
    Tive a mesma sensação que vc na leitura de Solaris. Algumas coisas são realmente importantes mas outras eu achei que era mais o autor deixando sua paixão pela ciência falar mais alto. De qualquer forma, gostei do livro!
    Beijos!

    Mais Uma Página

    ResponderExcluir

Tecnologia do Blogger.