ANNE DE GREEN GABLES

Eu era, e acho que ainda sou, uma dessas meninas que carregava livros para todos os lados, vivia na biblioteca, e nas férias em vez de sair, lia livros. Eu passava por fases, lia livros sobre piratas, a historia de Israel (teve uma época que era obcecada), Jane Austen, e muito mais. Os meus amigos sempre sabiam onde me encontrar, por que amava passar a mão nos livros da biblioteca, ou sentar em um cantinho, e me envolver em outros mundos.

Uma série de livros que mais impactou a minha adolescência foi a de Anne de Green Gables da autora canadense Lucy Maud Montgomery. Recentemente tem aparecido edições bonitas desses livros, já que na Netflix saiu a nova série Anne.


 edição linda da Penguin Random House Canada     
 ilustrações pela artista Elly MacKay .


A história da pequena órfã Anne, que é adotada pelos irmãos Cuthbert, é muito emocionante. A Anne é um personagem bem interessante e peculiar. Eu me identifiquei muito com ela na época, porque ela é uma pessoa, que apesar das circunstâncias, apaixonada pela vida. Ela vive cada momento intensamente e está sempre sonhando. Ela fala com os animais, as árvores, e tem dificuldade de se encaixar no seu entorno. Seguimos a história dela, desde a adoção, e vemos ela crescer, se meter em encrencas, e amadurecer.


Eu aprendi muito com a personagem da Anne, que me mostrou, que apesar de ser diferente, você pode viver de forma bela, não-convencional, sem aderir ao que o mundo  espera de você. A Anne também me ensinou que não precisamos fazer as coisas sozinhos. Existem pessoas, "kindred spirts" (almas gêmeas/almas irmãs), que fazem da vida mais leve, te inspiram, e te fazem companhia.


Acabei de terminar a série Anne with an E, que me fez chorar em quase todos os episódios (não teve jeito). Não é a primeira vez que eles adaptam a historia para tela. Na época que eu comecei a ler as aventuras da Anne, já tinha uma série de filmes feitos. A L.M Montgomery é um clássico da literatura norte-americana.


Eu não sabia o que esperar, mas como fan e amante da Anne, sabia que ia gostar de qualquer forma. Mas a série realmente sorprendeu. O que mais me chamou atenção de partida foi a a abertura. A sequencia das imagens foi baseado em oito obras feito pelo artista Brad Kunkle e criado por Imaginary Forces, studio de produção de design, responsáveis pelas sequencias de titulo como Stranger Things, Jessica Jones e Madman (entre outros).


O titulo em si já começa a contar a história da Anne. Achei incrível. Tem umas frases do livro escrito nas árvores, e mostra a transição da vida dela, através das estações. As fotografia é bela, os atores perfeitos para cada um de seus personagens, e as paisagens são maravilhosas. Certos aspectos da história não tem no livro, mas faz sentido, já que eles estão desenvolvendo a história dela em uma série. Eu gostei da profundidade que foi feito em cada personagem, ficou um pouco mais realístico, em comparação aos filmes.

Mas acho que vocês deveriam julgar por si mesmo. Eu poderia ficar horas falando sobre a Anne, mas vou te deixar descobrir ela. Me encontre por ai, abraçando esse livro de novo.


27 anos. fotógrafa. cidadã do mundo. amante de viagens, café e bolo. Um pouco viciada com as séries! muitas vezes sou confundida com indiana.

Me acompanhe por aí: 

4 comentários:

  1. Eu assisti essa série sem saber da existência dos livros e quando soube fiquei com vontade de ler todos! Anne é encantadora e eu chorei em todos os episódios com a forma que ela enxerga a vida. <3

    ResponderExcluir
  2. Que amor! Ela definitivamente é muito encantadora. Eu acho que você vai amar os livros! Você sente como é estar nesse mundo que ela cria pra si mesmo <3

    ResponderExcluir
  3. quero muito, muito assistir! Essas capas dos livros são lindas mesmo...
    Vou tentar assistir a todos nas férias rsrs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. haha, aproveita pra ver, sim! vale muito a pena ver essa série <3

      Excluir

Tecnologia do Blogger.