A GIGANTESCA BARBA DO MAL - STEPHEN COLLINS


VOCÊ ESTÁ VIVENDO OU SÓ EXISTINDO?


Recentemente fiz essa pergunta em sala de aula e me espantei com algumas respostas, não esperava que pré-adolescentes fossem responder coisas do tipo: "realmente, minha vida é um saco, só fico existindo". Ou: "nossa professora, agora que pensei nisso fiquei na bad." Acho importante discutir essa questão da rotina, do que estamos fazendo com nossas vidas. Mas agora me responde: e você, como está a sua vida? Está vivendo ou só existindo? 

Na minha visão, estamos um pouco dos dois o tempo todo, alterando eternamente entre viver e existir. Tem horas que nos sentimos ótimos, incríveis, maravilhosos. Aproveitamos o momento. Nos jogamos de cabeça. No entanto, em outra hora estamos, como disse minha aluna, na bad. Tudo não passa de uma cópia, da cópia, da cópia - temos que citar Clube da Luta, não é mesmo? Mas é isso, não dá pra viver a vida no seu potencial máximo o tempo todo. Hoje sua rotina pode ter sido muito boa pra você, amanhã pode não ser e por aí vai. Cada dia é um dia. Cada hora é uma hora. 

Ahhhh, essa questão da rotina! Sempre uma coisa que dá o que falar. Mas o que isso tudo tem a ver com "A gigantesca barba do mal"? Na verdade, muita coisa. Se liga: nessa HQ conhecemos o Dave, ele vive em uma ilha chamada Aqui. Essa ilha é um lugar perfeito onde todos seguem sua rotinas perfeitas, com um caminho perfeito para o trabalho, com um trabalho perfeito, fazendo coisas tudo perfeitamente, chegando do trabalho e vivendo confortavelmente em suas casas perfeitas e vidas perfeitas. Nada fora do lugar. NADA. FORA. DO. LUGAR. Nada. Que chato. 

Essas pessoas tem vidas tão perfeitas com tudo absolutamente tão certinho que elas não suportam a ideia do Lá. Esse lugar, o Lá, que fica além do oceano, é um lugar desorganizado, ouviram dizer até que as pessoas tem barba e deixam o cabelo comprido. Ora, onde já se viu! Que lugar horrível deve ser Lá. Porém, um belo e não tão perfeito dia na ilha de Aqui, algo muito estranho aconteceu com Dave: sua barba começou a crescer, crescer, crescer. Ficou gigante. E que coisa horrível, pois as pessoas não tinham barba na ilha de Aqui, é algo desorganizado, desleixado. Ora, ora, mas onde é que...

Sua barba cresceu tanto que começou a mudar a rotina das pessoas que viviam na ilha, e essa mudança que vai acontecendo nos faz parar para pensar e HOLY SHIT. Que incrível. Que História em Quadrinhos incrível. Você precisa ler esse negócio, porque você vai começar a pensar sobre a sua rotina, talvez entendê-la melhor, aceitá-la ou repudiá-la de vez, mas você vai pensar bastante sobre isso. Eu pelo menos fiquei bugada pensando nisso. 

Sem contar que os personagens dessa história são tão vazios, melancólicos e tão mergulhados nessa coisa do só existir que chega a doer, incomodar. Até porque de certa forma, a gente se vê um pouco nesses personagens e muitas vezes precisamos que uma barba gigantesca apareça na nossa vida para mudar as coisas de lugar. Achei essa HQ necessária. Achei linda. Achei profunda. Achei incrível.





VOCÊ TAMBÉM PODE GOSTAR

0 comments