FILME NOTURNO - MARISHA PESSL


Filme Noturno foi um desses livros que me pegou pela capa, sabe? Achei linda, distante, fria e triste. Pronto, tudo do jeitinho que eu gosto. Depois do meu amor platônico pela capa, comecei a leitura sem muitas expectativas pois tudo que sabia era que se tratava de um livro de investigação. Eu adoro séries de TV nesse estilo, mas livros, confesso que não tenho o hábito de ler romances policiais e coisas do tipo. No entanto, essa leitura foi um linda surpresa e eu adoro quando isso acontece, agora adivinha só? Quero ler tudo que eu ver desse gênero investigativo que eu ver pela frente. Socorro.

Aqui temos a história de um repórter investigativo, o tal do McGrath, que se interessa por coisas, digamos... estranhas. Sendo assim, ele vai investigar ninguém mais ninguém menos que Cordova, um diretor de cinema bem assustador, famoso, recluso e excêntrico. Cordova produz filmes de terror que realmente destroem a pessoa, aquela coisa forte mesmo, as pessoas enlouquecem com seus filmes. E as descrições desses filmes são arrepiantes pois parecem reais demais, com isso nosso repórter começa a questionar: será que Cordova realmente tortura os atores? Será que ele os faz passar por tudo aquilo de verdade? E claro, essas dúvidas vão se espalhando feito um vírus na nossa mente e nos vemos totalmente dentro dessa investigação, seguindo loucamente o McGrath página após página. 

No entanto, a filha de desse diretor de cinema, Ashley, morre de uma forma um tanto estranha. Claro que declararam suicídio, mas nosso repórter não acredita nisso e vai investigar a fundo toda a história dela e de sua família bizarra. No caminho ele encontra duas pessoinhas problemáticas que acabam o ajudando nessa investigação surreal e sinistra, a Nora e o Hopper. Esses personagens vão se tornando parte da história toda de uma forma incrível, confesso que no começo estava achando esses dois meio sem graça, meio nhé, queria que eles sumissem logo para o McGrath continuar sozinho, mas eles foram sendo desenvolvidos de uma forma interessante e depois de alguns capítulos não queria que eles fossem embora nunca mais.

Então, esse trio-parada-dura que vai investigar a morte - e a vida - de Ashley, acabam se deparando com umas histórias pra lá de sinistras. Confesso que estava lendo antes de dormir e tive uns sonhos nada bonitos, viu? Portanto, cuidado. A narrativa toda tem uma atmosfera de suspense, sofrimento, melancolia, frieza e solidão, porém quando você menos espera ela te joga uns elementos sobrenaturais. Não exatamente quando você menos espera, pois na verdade, toda a história já vai te levando pra um caminho nada comum, você sente que há algo de muito errado ali. 

Nem preciso falar que achei tudo isso maravilhoso, não é mesmo? Eu já escrevi aqui umas mil vezes que amo livros com "uma atmosfera de suspense, sofrimento, melancolia, frieza e solidão". Amo. Mas confesso que não esperava encontrar nesse livro elementos tão macabros, e sem dúvida não esperava que ele fosse me render um pesadelo mais macabro ainda. Porém, não é um livro de terror, então não se assuste (tanto) e mesmo pra quem tem um medinho super vale a pena chegar ao fim para descobrir tudo, tudinho! Foi uma experiência e tanto.

Esse é aquele livro que eu simplesmente ia amar com todas as forças ver como um seriado de tv - ou no cinema. Seria incrível. Então se você procura uma história intrigante, envolvente, com personagens problemáticos, dispersos e melancólicos, muito suspense, pitadinhas deliciosas de coisas sobrenaturais e investigação, meu amigo, esse livro é pra você. Recomendadíssimo.









Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.