EU SOU A LENDA - RICHARD MATHESON

Falar sobre esse livro é essencial. E não imaginava que iria adorar tanto essa leitura, nem esperava que fosse me marcar tanto, até porque o que eu sabia dele era que se tratava de zumbis e que existia um filme odiado. Sabe quando você vai ler não esperando grandes coisas, no entanto, jamais esquecerei essa história. 

Richard Matheson, que além de escritos também foi roteirista da incrível série The Twilight Zone, uma série de TV antiga que aborda temáticas de Ficção Científica, Fantasia e Terror, tudo isso com fortes questionamentos humanos e muita reflexão. Se ainda não conhece essa série, confira, é incrível! Assim já dá pra ter uma noção que o Richard Matheson é bom com esse lance de Terror. O livro Eu Sou A Lenda foi publicado em 1954, e segundo Stephen King, revolucionou essa gênero literário. 

E afinal, do que se trata Eu Sou A Lenda? Muito simples (e complexo ao mesmo tempo): aconteceu um apocalyse vampiro. Eu sei que nessa hora você pode estar rindo, "Ah, para, um apocalispe vampiro? Isso não me parece legal". Infelizmente, hoje em dia os vampiros perderam um pouco a moral, eu sei, mas acredita Eu Sou A Lenda é diferente. Existe o personagem Robert Neville, o único cara que não foi contaminado por esse vírus/germe vampiro que devastou a população terráquea. A forma como isso é construído no livro é assustador. 

Com isso, Neville se vê sozinho tendo que lidar com essas monstros que vem procurá-lo toda noite. Ele tem uma casa onde se preparou para se esconder bem dos vampiros, e faz de tudo para ter conforto e meio que fingir que está tudo bem. Só que não. Não está tudo bem. Várias vezes ele tenta ler livros e sua mente não deixa, as músicas que antes pareciam acalmá-lo, agora parecem incomodar. A questão é: ele está sozinho, e isso o está levando à loucura, então não importa se ele tem uma casa boa, arte, livros, música, o que ele quer mesmo é companhia. 

O livro aborda essa questão da solidão com maestria, e na minha singela opinião, isso já vale o livro todo. A narrativa é simples, envolvente e rápida, os capítulos são curtos, perturbadores e intensos. É aquele tipo de livro que quando você começa, não é possível parar. Eu Sou a Lenda se transformou em um dos meus livros favoritos do ano, sem dúvida. Não pelo terror da história, mas sim por sua profundidade. É impossível não parar para pensar (e muito) sobre algumas questões depois de ler esse livro. Sensacional!




Sobre o filme


Logo que terminei a leitura fui assistir o filme. Confesso que estava receosa de fazer isso pois o filme é muito odiado. As pessoas simplesmente não engolem esse filme, e realmente, se comparado ao livro é um filme desnecessário. No entanto, não achei de todo ruim. Me desprendi da história do livro quando fui ver o filme (até porque essa experiência de leitura foi sensacional demais, não teria como gostar de uma adapatação depois disso) e até que me diverti. 

Pelo que soube, quando o filme foi lançado, o final dele frustrou uma quantidade absurda de pessoas. Aquele tipo de final que te faz odiar um filme mesmo. E aí, resolveram fazer um final alternativo. Eu assisti a versão do final alternativo, mas ainda assim, é um filme mediano. É ok. 

Se você já leu o livro, ou assistiu o filme comenta aqui, vamos trocar ideia! 

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.