A Sociedade do Anel - J. R. R. Tolkien

Desde criança ficava fascinada com o universo da Terra Média e adorava assistir aos filmes, mesmo sem entender muito bem o que estava acontecendo. Depois que cresci, uma das coisas que mais ouvi falar sobre os livros dessa trilogia é que eram difíceis e extremamente descritivos, que a leitura poderia chegar a ser cansativa em algumas partes. Com isso em mente, sempre tive aquele receio de começar a ler e perder o encantamento com a Terra Média, ficar frustrada. Esse é um medo tolo que todos nós leitores temos com relação à algum livro, não é mesmo? Mas hoje venho compartilhar um pouco da minha experiência - incrível - de leitura. 

Acredito que a maioria das pessoas já ouviram falar dessa história. Dificilmente alguém não conhece os nomes Frodo, Gandalf ou Smeagol. Mais díficil ainda é alguém nunca ter ouvido falar no Anel do poder. Mas se por acaso, você que está lendo esse texto ainda não conhece essa história fantástica, vou tentar fazer um breve resumo: o hobbit Bilbo Bolseiro vive uma grande aventura e encontra um anel muito poderoso, que o deixa invisível (essa aventura é narrada no livro O Hobbit). Quando velho, Bilbo deixa o anel mágico de herança para seu sobrinho, Frodo, no entanto, esse anel foi feito por uma criatura maligna, aquele que comanda o mal, Sauron, e Frodo nem imagina que uma guerra horrível está começando por causa desse anel.

Nessa história, descobrimos que Sauron está a procura desse anel poderoso - que ele mesmo fez com suas mãos malignas, by the way -  pois é somente com o anel que vai conseguir restaurar o poder do mal na Terra Média. E veja só que legal, o anel está com um simples Hobbit. Então, Gandalf separa uma equipe para ajudar Frodo a dar um fim nesse anel, para isso eles terão que atravessar a Terra Média até chegar na Montanha da Perdição. Parece simples? Mas não é, até porque o anel é uma coisa do mal, criado por uma criatura do mal que por sinal, atrai mais criaturas do mal. Ou seja, o grupo que acompanha Frodo nessa jornada, se depara com todos os tipos de perigo. É basicamente isso. 

Eu adorei o desenvolvimento dos personagens, principalmente do Frodo e do Sam. Eles são simples Hobbits, cheios de costumes e com pouca coragem, que vivem quietos e felizes no Condado, e de repente se veem nessa grande aventura cheia de perigos. Eles mudam muito e é incrível observar as mudanças, mas incrível mesmo é acompanhar a amizade desses dois diante de todas as dificuldades. De qualquer forma, acredito que as histórias que nos permitem acompanhar a jornada do herói como essa, dificilmente dão errado. Eu simplesmente me apaixonei.

Sem contar que é possível interpretar essa história de várias maneiras, fazer relação com milhares de coisas, apontar questionamentos de todos os tipos. No entanto, Tolkien deixou claro que não pretendia fazer uma analogia. Ele foi maior que isso, simplesmente criou um mundo novo pelo simples motivo de: contar uma história. Eu acho isso brilhante, genial. Ele nos mostra muito de nós mesmos em criaturas de todos os tipos, enxergamos críticas por todos os lados, no entanto, são só nossos olhos, Tolkien estava livre disso enquanto escrevia a história.

"O Senhor dos Anéis foi lido por muitas pessoas (...) e gostaria de dizer algumas coisas a respeito dos motivos do significado da história. O motivo principal foi o desejo de um contador de histórias  de tentar fazer uma história realmente longa, que prendesse a atenção dos leitores, que os divertisse, que os deliciasse e às vezes, quem sabe, os excitasse ou emocionasse profundamente. (...) Quanto a qualquer significado oculto ou "mensagem", na intenção do autor estes não existem. O livro não é nem alegórico nem se refere a fatos contemporâneos."

Assisti ao filme há muitos anos, não lembrava praticamente de nada, só de alguns personagens marcantes, é claro. E conforme ia lendo, ia ficando cada vez mais apaixonada, encantada e envolvida com a história. O que me surpreendeu foi o ritmo da narrativa, apesar de muita gente falar que é descritivo, arrastado ou cansativo, na minha opinião não foi nada disso. As partes descritivas do livro são tranquilas e não li nenhuma parte arrastada, a leitura fluiu muito bem. 

Me joguei de cabeça nessa aventura e adorei cada capítulo, cada página, cada parágrafo. Entrar em um universo totalmente novo como esse, é um experiência única. Tolkien realmente prendeu minha anteção, me divertiu, me deliciou, me excitou e me emocionou. Portanto, esse é um livro super recomendado! Mesmo se você também tem aquele receio, acha que vai ser difícil ou cansativo, apenas digo: dê uma chance, você se pode se apaixonar muito. 

3 comentários:

  1. Olá Rita, tudo bem?

    Sou apaixonada pelo senhor dos anéis também. Fui assistir o primeiro filme uns dois anos depois do lançamento, logo no comecinho do meu colegial e fiquei apaixonada. Fiquei viciada, tenho os DVDs e sempre assistia loucamente todos os filmes, hoje em dia pelo menos uma vez por semestre eu revejo um dos filmes. O universo é incrível, com uma mitologia muito rica e não tem como não se empolgar com a aventura. Mas eu passei pelo mesmo medo que você. Na época a gente era muito novinho e um livro desses impressionava mesmo. Era muito diferente do que a gente costumava ler na época, acho que por isso que ficou essa impressão de que era um livro cansativo e difícil. Ganhei a trilogia de presente esse ano e comecei a ler desde O hobbit. E mais uma vez compartilho com você o sentimento de que esses livros são maravilhosos e que não são nada de tão complicado assim.Tô lendo bem devagar, acompanhando os mapas e mergulhando mesmo nesse universo, tenho até uma série no blog com um projetinho de leitura desses livros.
    Ainda bem que perdemos o medo não é mesmo? hahaha

    beijos

    ResponderExcluir
  2. Oi Rita, eu sou uma das pessoas que cometeram o pecado de não só Não ter lido os livros como também não assisti aos filmes :x eu quero muito ler O Hobbit e O Senhor dos Anéis porém nunca acho os livros em um preço aceitável, sabe? haha mas preciso ler logo porque todos super elogiam então realmente deve ser bom haha adorei o post!
    Abraços :)

    ResponderExcluir
  3. Ritaaa, tava com saudade de ler seus posts, não conseguia por causa da correria que tava mês passado, mas agora voltei AHUAHAH Que post mais amor!! Sou doida por O Hobbit e li A Sociedade do Anel logo depois, em 2012, fiquei encantada demais, ainda não tinha visto o filme exatamente pra poder saber tudo através dos livros - apesar de saber vários spoilers, impossível não acontecer -. Na época, tive dificuldade e achei meio cansativo, mas amei do mesmo jeito, acho que lendo agora a minha opinião deve ser outra, pretendo reler porque imagino que vá me apaixonar mais. Ainda não li toda a trilogia, mas quero em breve. <3

    ResponderExcluir

Tecnologia do Blogger.