Concluindo o mês de Agosto: leituras, séries, filmes e música

Finalmente Agosto acabou, eu já não aguentava mais! Normalmente meus meses de Agosto sempre rendem um monte de leituras, filmes e série, mas por algum motivo obscuro esse ano meu mês de Agosto rendeu pouco, principalmente com relação as leituras. Ano passado li 7 livros em agosto, esse ano eu li 4 (sendo um deles um conto super rápido...), mas pretendo retomar meu ritmo de leitura depois que terminar de ler Anna Kariênina, que está me tomando bastante tempo. 

O Senhor das Moscas - William Golding
Os Hungareses - Suzana Montoro
O Papel de Parede Amarelo - Charlotte Perkins Gilman
✓ Drácula - Bram Stoker
 Penny Dreadful (2ª temporada) - Esse mês terminei de assistir a segunda temporada! Ah, foi simplesmente sensacional. Essa é uma das séries mais incríveis que já vi na vida: o roteiro, os personagens, a fotografia, a trilha sonora atinge a perfeição! E também estou fazendo o Projeto Penny Dreadful.

Ilha do Medo (2010) - Já esperava que esse filme fosse me conquistar, mas superou minhas expectativas. Achei o roteiro super fechadinho, filme envolvente e surpreende. Vai trazer a história de uma dupla de agentes que são levados até uma ilha onde existe um hospital psiquiátrico e uma mulher que estava hospitalizada fugiu. Eles são designados a encontrar a doente e investigar o que está acontecendo no local, que é muito sinistro, diga-se de passagem. Uma série de acontecimentos surpreendentes vão prendendo nossa atenção e respiração até o final. Excelente. 

John Carter Entre Dois Mundos (2012) - Infelizmente esse filme não foi muito bem recebido pelas críticas e não fez o sucesso esperado. Confesso que adorei! Percebi algumas falhas no roteiro, mas nada que me irritasse, a história e as cenas de ação me chamaram mais atenção que os defeitos. É um filme que vale a pena assistir para se distrair, se divertir e tirar suas próprias conclusões. O John Carter encontra um portal que o transporta até marte, e lá ele descobre que tem habilidades incríveis. No entanto, Marte está em guerra e ele terá que lutar de algum lado, e claro, ele se apaxona pela princesa em perigo. Filme da Disney né... Mas vale a pena conferir. 


1984 (1984) - Me encantei quando li a obra do George Orwell e há tempos eu quero ver esse filme, que podemos dizer que é uma bela adaptação.  Quanto li o livro achei meio parado, e o filme segue nessa mesma linha, mas é imperdível! Se você ainda não leu o clássico distópico 1984 tem que ao menos dar uma chance ao filme. Eu assisti no Netflix, não sei ainda está disponível. 

Cada Um Na Sua Casa (2015) - Essa animação é a coisa mais fofa! É claro que é aquele monte de clichês, mas quem não gosta de um clichê de vez em quando? Super vale a pena! Conta a história de uma raça alienígena chamada Boovs. Esses seres estão fugindo e encontram a Terra, logo invadem e decidem que vão viver por aqui mesmo. No entanto, um dos Boovs, o Oh, é um grande atrapalhado que só faz coisas erradas e passa a ser perseguidos pelos Boovs,com isso, encontra uma amiga leal, a Tip. Quem fez a voz do Oh é o Jim Parsons (o ator que interpreta o Sheldon em Big Bang Theory) e tenho que confessar que só de ouvir a voz dele, eu já morro de rir. E quem fez a voz da Tip foi a Rihanna, achei a dublagem super bacana! Muita fofura, vale a pena!

Frankenstein, Entre Anjos e Demônios (2014) - Esse filme distorce, retorce e distorce novamente a história do Frankenstein. Se pararmos pra pensar bem chegamos a seguinte conclusão: filme totalmente desnecessário. No entanto, eu me diverti assistindo, me distrai e valeu a pena unicamente nesse sentido. Não assista pensando que você verá uma versão nova de Frankenstein pois não tem nada a ver com a história original. Mas se quiser ver umas cenas de ação, gárgulas e demônios brigando... talvez você também se divirta. 

Sigur Rós é uma das minhas bandas favoritas da vida, ouso dizer que é a minha banda favorita e ponto final. Sou muito apaixonada mesmo, e por conta disso nem vou ficar escrevendo muito aqui se não vai ficar chato, só te peço pra dar o play e ouvir com o coração. 
Ilya Beshevli é um pianista russo do qual tomei conhecimento tarde demais. Conheci o trabalho fantástico, lindo e perfeito desse jovem pianista só agora em Agosto e já estou mais que apaixonada. Ultimamente estou muito nessa pegada instrumental, viciei principalmente no álbum dele chamado Russian Notebook, é simplesmente lindo de chorar. Tenho escutado enquanto leio, durmo ou ando por aí admirando o mundo. 

Um comentário:

  1. PRECISO ler O Senhor das Moscas, até já comprei, por sua causa! Estava na lista, mas não pra agora. Você me convenceu. Também quero pra ontem O papel de parede amarelo. Como sempre, amando as suas indicações de música. Quero posts todos os dias, pode? haha. Beijoss <33

    ResponderExcluir

Tecnologia do Blogger.