Lolita - Vladimir Nabokov


Ultimamente eu só começo meus textos escrevendo coisas do tipo: como é difícil escrever sobre esse livro e blá blá blá. Terei que ser repetitiva aqui: Como é difícil escrever sobre esse livro! Lolita é um romance que abrange tanta coisa, mas tanta coisa que por mais que eu escreva sem parar, não vou conseguir dar uma ideia da grandiosidade de uma das histórias mais polêmicas de todos os tempos. Mas não custa nada tentar.

Lolita vai tratar da história de Humbert Humbert, um professor francês que se muda para os EUA a fim de escrever um livro. Ele se hospeda na casa de Charlotte Haze, que tem uma filha de 12 anos, a Dolores, Lola, Lo, Lolita. Mas o que Charlotte não imagina é que Humbert é um pedófilo, um maluco. E digo maluco porque ele mesmo afirma que já foi internado em clínicas psicológicas. Coisa boa ele não é! Mas a pobre Charlotte não vê nada disso, e ainda se apaixona por ele. E ele, por sua vez, está loucamente apaixonado por Lolita. Que loucura, né?! Pois é. A nossa querida e pequena Lola é enviada para um acampamento de verão, e enquanto ela está lá, Humbert e Charlotte se casam. Ele faz isso com a intenção de ser o papai da Lolita, cheio de segundas, terceiras e quartas intenções. Muito bizarro! Mas logo depois disso, Charlotte morre, deixando a Dolores a sós nesse vasto mundo. Mas calma, ela não está sozinha. Ela tem o papai pra cuidar dela. Humbert Humbert corre para resgatar a Lolita do acampamento, cheio de planos para se aproveitar dela e partem em uma viagem sem fim pelos EUA. Nessa viagem acontece de tudo né, nem preciso falar. 

Esse é um livro que vai incomodar, que vai cutucar a ferida. Aqui nós temos personagens extramente complexos, que ganham nossa atenção devido ao tom maravilhoso da narrativa do Nabokov. O cara sabe escrever, viu minha gente?! É o tipo de narrativa que vai te impressionar mas também vai te deixar meio perdido. Várias vezes durante a leitura eu ficava meio perdida, precisando reler o parágrafo anterior, tendo que prestar mais atenção no texto. É uma leitura que vai exigir mais de você. A linguagem é rebuscada, não é algo simples e o ritmo é lento. Então se você está afim de ler Lolita, se prepare para uma atmosfera extremamente densa e pegajosa, que não vai te deixar em paz. 

Eu senti muita coisa ruim lendo esse livro. Fiquei perturbada, fiquei incomodada, queria gritar, queria fazer muitas coisas com o Humbert Humbert. Mas o autor é tão espertinho, que em vários momentos ele te faz ter pena do Humbert, e até mesmo entender ele. Isso só tornou a história ainda mais perturbadora. Como assim você vai entender um pedófilo, um assassino, um maluco? Pois é, pode acontecer. Nabokov é bom o suficiente pra te fazer sentir mal com isso. 

É um livro que gostei de ter lido, uma leitura interessante mas não é algo que quero reler. Não foi um livro que vou guardar com carinho, que terei boas lembranças da leitura. Não mesmo! Mas foi interessante, valeu a pena. Por conta disso só recomendo se você realmente quer ler, tem interesse em realizar essa leitura. Se tem interesse, vai fundo. Se você já leu, tem vontade de ler  ou viu o filme me conta ali embaixo, vou adorar saber! 


Mais informações:
Titulo: Lolita
Autor: Vladimir Nabokov
Editora: Alfaguara
Páginas: 392
Compre aqui

Confira meu vídeo!

7 comentários:

  1. Nossa Rita! Que livro polêmico! Não conhecia,e confesso que fiquei inquieto só em ler a tua resenha sobre ele (resenha, que por sinal está muito bem escrita) Apesar de tudo, admirei a criatividade do autor em pensar algo tão perturbador em uma história. E suas fotos, mais uma vez ficaram show!
    Abs!
    Alexandre do blog Do Que Eu Leio
    @doqueeuleio

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito polêmico! É uma loucura ler esse livro, bem perturbador mesmo! Mas eu gostei bastante, vale a pena!

      :D

      Excluir
  2. É um livro mesmo complicado de falar, nunca li, mas já ouvi muito isso de pessoas que já leram. Já tem anos que quero ler essa obra e não sei porque fico adiando, na verdade já estava até um pouco esquecida. Porém, sua resenha acabou me instigando, espero lê-lo logo e nessa sua edição, é linda!

    Beijos!
    livrosdawis.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah, fico feliz em saber disso! E obrigada pela visita por aqui :D
      Leia sim, e me avise também pra trocarmos figurinhas sobre esse livro maluco!

      Beijão!

      Excluir
  3. Senti muito como você.
    A escrita do Nabokov é primorosa, mas você quer assassinar o Humbert de tanto ódio.
    Ótima resenha.

    Beijo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom, não estou sozinha! haha
      Realmente, Nabokov te revira por dentro. Adorei ter realizado essa leitura, sempre tive curiosidade, mas é um livro que mexeu tanto comigo que ler uma vez é suficiente. Não quero reler não! ;)
      Obrigada pelas visitas! Adorei te ver por aqui! <3
      Beijão!

      Excluir
  4. Seus comentarios me deixaram muito curiosa a respeito da historia desse livro...na verdade tão curiosa que vou ter que ler...rsrsrs....obg...bjs

    ResponderExcluir

Tecnologia do Blogger.