Carta de amor aos mortos - Ava Dellaria

Sou uma pessoa teimosa sim. Quando cismo com alguma coisa, pode ter certeza de que nada me fará abrir mão. Isso pode ser negativo, no fim das contas. Mesmo depois de ler várias resenhas nada positivas sobre esse livro, decidi que iria ler para tirar minhas próprias conclusões. Foi um livro que eu estava sempre vendo nos book hauls gringos da vida, estava louca pra ler! Quando comprei, logo que foi lançado aqui no Brasil, acabei deixando de lado para ler outras coisas já que bateu aquele desânimo por causa das resenhas negativas. Porém, a Aline Freire acabou me incentivando e o peguei pra ler agora nas férias, o levei pra praia para me fazer companhia e lá tivemos nossos desentendimentos.


Pra começar a conversa, a história é interessante sim: Laurel é uma adolescente que perdeu a irmã, que era sua melhor amiga, seu porto seguro, e depois que ela morre a vida de Laurel nunca mais seria a mesma. Ela fica muito depressiva, não consegue aceitar, se culpa pela morte da irmã até que um dia na escola a professora propõe que escrevam uma carta a alguém que já morreu. Obvio que ela não tem coragem e tampouco está prepara para escrever para a irmã, então ela escreve para os ídolos da irmã, que acabam virando seus ídolos também: Kurt Cobain, Amy Winehouse, Judy Garland, Jim Morrison, Janis Joplin entre outros. Com isso, ela vai tentando lidar melhor com a vida, relatando nessas cartas as dificuldades de seu dia-a-dia como uma adolescente.

Pode parecer uma premissa legal, né?! Na verdade, tem tudo pra ser legal, mas eu não achei nem um pouco. Não abandonei o livro porque como já disse, sou teimosa. Se comecei, devo terminar. E foi isso, não consegui me envolver com a personagem, vários momentos da história me pareceram ridículos. O relacionamento dela com o namoradinho, na minha opinião, foi bem tosco. As amizades dela, principalmente no começo, são irritantes. O comportamento da Laurel em geral, não me agradou em nenhum momento. Resumindo: esse livro não me despertou nada de bom. Infelizmente. Ainda assim, a personagem evolui com o passar da história, o que é bom mas é o esperado. E o final pode até ser emocionante, mas algo nessa história não me tocou, mesmo reconhecendo que é uma história muito triste, com tema difícil. Não fluiu dentro de mim.

E no fim das contas, as pessoas que escreveram as resenhas que eu li tinham razão. Essa leitura não foi tão legal, mas ainda assim, não me arrependo de ter lido. Acho válido conferir resenhas, analisar se a maioria das pessoas gostam ou não de determinado livro, mas afinal, acho que vale ainda mais se você vive a experiência, se você dá mais importância para o seu processo de leitura, seu envolvimento com a obra do que para as opiniões alheias. Sei que dizem por aí que a vida é muito curta para ler livros ruins, mas se pararmos pra pensar as coisas ruins fazem parte de nossas vidas diariamente, e temos que aceitá-las com o tempo. Aceito as diferenças e imagino que tenha algumas almas por aí que adoraram o livro, e fico feliz por existir essas diferenças todas. Por isso não vou dizer, vale a pena ler ou não vale a pena , faça como desejar, como o coração mandar. 

PS: estou trocando esse livro no skoob, se você aí tem interesse, vamos conversar! :) 

Mais informações:
Titulo: Carta de amor aos mortos
Autor: Ava Dellaria
Editora: Seguinte
Páginas: 344
Compre aqui

5 comentários:

  1. Oi meninas! Vendo marca páginas artesanais, para nós amantes da leitura, é sempre necessário algo para marcar aquela parte instigante da história né? Aceito encomendas, e fazemos personalizado com seu nome,ou com seus personagens favoritos!
    Venha nos conhecer! <3

    Estamos no facebook.com/colegade4to e no instagram.com/colegade4rto

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá! Que pena que não consegui acessar a página no facebook! :(

      Excluir
  2. Muito bom poder ler resenhas, e saber um pouquinho mais do mundo literário!
    Beijos!

    Blog Não Leia
    www.naoleia.com

    ResponderExcluir
  3. Rita... também sou meio teimoso. Assisto muitos vídeos, mas quando quero conhecer alguma uma obra realmente, precisa ser com "meus próprios olhos"! kkkk Ate pra dizer: -EU NÃO GOSTEI VOCÊS ESTAVAM CERTOS! HAUHAUHUA
    É uma pena quando a jornada com um livro não é positiva ou prazerosa. Mas acontece!
    Adorei o texto e as fotos estão lindíssimas! Parabéns! Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hahaha! Mas é bom ser assim, ganhamos mais experiência! :D
      Obrigada pela visita! <3
      Beijão!

      Excluir

Tecnologia do Blogger.